Postado em  26/09/2012 - 11:45

Secretaria de Saúde transfere pacientes do Walfredo Gurgel

Joana Lima
Mesmo com as transferências pacientes ainda aguardam nos corredores

Marksuel Figueredo/Da Redação Natal

O Hospital Walfredo Gurgel aos poucos começa a desafogar. Em uma visita rápida no maior hospital público do Estado na manhã desta quarta-feira (26) foi possível notar que os corredores já não estão superlotados como verificado no dia 18 de setembro, quando representantes do Conselho Federal de Medina (CFM) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam) estiveram na unidade. Naquele dia 92 pacientes agonizavam nos corredores do Hospital.

A mudança se deve devido um acordo firmado entre Conselho Regional de Medicina (Cremern), Secretaria Municipal de Saúde (SMS), Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) e a direção da unidade para a transferência de pacientes de baixa complexidade para os hospitais de origem.

Segundo a diretora do Walfredo, Fátima Pinheiro, foi assinado um documento pela SMS que assegura a transferência desses pacientes para seus hospitais de origem, sem que eles tenham seus cadastros cancelados no sistema.

“Esses pacientes permanecem na fila de espera para cirurgia eletiva, foi essa a garantia que recebemos. São pacientes estáveis, com baixo grau de complexidade que podem ser transferidos para suas unidades de origem ajudando a desafogar o Walfredo”, explica.

Ainda de acordo com Fátima, esses pacientes começaram a ser transferidos na segunda-feira (24). “Só na segunda tivemos a transferência de 31 pacientes ortopédicos para os seus hospitais de origem”, lembrou. Durante o dia de ontem (25) foram transferidos mais sete.

Nesta quarta, a diretora da unidade aguarda uma posição da direção do Hospital Médico Cirúrgico para a transferência de mais 15 pacientes da ortopedia. “Até o final do dia eles serão transferidos”, garantiu.

Além disso, mais 30 pacientes de clínica médica também deverão deixar o Walfredo Gurgel ainda hoje. “Eles serão encaminhados para o Hospital da Polícia”.

Apesar das mudanças, na manhã desta quarta-feira (26) ainda tinham pacientes nos corredores do Walfredo Gurgel, sendo 39 de clínica médica e 27 da ortopedia.

Ministro da Saúde recebe relatório para interdição do Walfredo

Nesta quarta-feira (26) o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, recebeu o relatório apresentado pelos presidentes do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto d´Avila; do Conselho Regional de Medicina (Cremern), Jeancarlo Fernandes Cavalcante; e o vice-presidente da Federação Nacional dos Médicos, Otto Batista, que pede a intervenção federal na saúde pública do Rio Grande do Norte.

Segundo o presidente do Cremern, o relatório foi elaborado em cima do caos verificado na saúde pública do Estado, tendo como espelho o Hospital Walfredo Gurgel. No dia 18 de setembro, quando representantes do Conselho Federal de Medina (CFM) e Federação Nacional dos Médicos (Fenam) visitaram o Hospital 92 pacientes agonizavam nos corredores e no setor de politrauma, um único monitor era divido entre dois pacientes em estado grave.


Agora vamos aguardar um posicionamento do ministério para saber qual passo será dado daqui para frente”, disse. Jeancarlo lembrou também que a técnica do Ministério da Saúde, Alzira de Oliveira Jorge, se encontra em Natal realizando visitas nas unidades hospitalares. “Ela veio justamente para acompanhar a situação de perto e deve levar para Brasília mais um relatório”, disse.


CAPTCHA Image [ Different Image ]