Postado em  12/01/2017 - 07:43

Frota mossoroense supera os 149 mil veículos, diz levantamento

Foto: Allan Phablo

Dados estatísticos do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Norte (DETRAN/RN) revelam que a frota mossoroense chega a 149.087 veículos. O número representa um crescimento de 18,2% ao longo de um ano.

No início do ano passado, a frota do município era de 126.025 veículos. Ao longo de um ano, 23.062 novos veículos passaram a circular nas ruas mossoroenses. O número representa uma média de 64 novos veículos circulando por dia.

Segundo o setor de estatísticas do Detran/RN, os veículos automotores de duas rodas representam a maior parte da frota mossoroense. Ao todo, são 70.819 veículos em circulação, sendo 48.109 motocicletas, 15.044 motonetas e 10.666 ciclomotores.

Em segunda posição na frota estão os automóveis. São 54.043 veículos desse tipo circulando em Mossoró, o que representa 36,2% do total da frota.

Ainda conforme os dados do Detran/RN, a frota de Mossoró representa 12,62% de todos os veículos em circulação no estado. Hoje, a frota norte-rio-grandense é de 1.181.424 veículos.

Fazendo um comparativo entre a frota e a população mossoroense, a média de veículos por habitante supera a nacional. Atualmente, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população mossoroense é de 291.973 habitantes. Conforme os números, a segunda maior cidade do estado registra uma média de dois veículos por cada cidadão, enquanto que a média nacional é de um veículo para cada quatro habitantes.

De acordo com especialistas, o aumento no número de veículos em Mossoró segue uma tendência nacional, que cresce anualmente de forma acelerada.

 

Crescimento da frota agrava problemas de trânsito

O crescimento acelerado na frota desde os últimos anos tem agravado problemas de trânsito, como longo congestionamento nas principais vias do município. A situação é ainda mais crítica nos horários de pico.

Na Avenida Dix-neuf Rosado, conhecida como Avenida Leste-Oeste, trafegar nos horários das 7h e das 19h é um teste de paciência.

“Agora está tranquilo por causa do recesso das universidades, mas quando as aulas são retomadas, evito trafegar pela Leste-Oeste nesses horários. Às vezes, para chegar à Uern (Universidade do Estado do Rio Grande do Norte), prefiro dar a volta pela Avenida Presidente Dutra. Embora seja mais longe, acabo gastando menos tempo no trânsito”, revela o estudante Daniel Martins.

Além dos congestionamentos, o elevado número de veículos nas ruas faz que o trânsito se torne cada vez mais perigoso, segundo especialistas, isso porque um maior número de veículos em circulação faz aumentar consideravelmente o risco potencial de acidentes.


CAPTCHA Image [ Different Image ]