Postado em  09/01/2017 - 10:19

Varejo brasileiro tem em 2016 pior resultado desde 2000, diz Serasa

O movimento dos consumidores nas lojas de todo o Brasil caiu 6,6% em 2016, informou nesta segunda-feira, 9,  Serasa Experian.  Este foi o pior resultado em 16 anos.

Até então, o pior resultado da série histórica iniciada há 16 anos havia sido em 2002, quando houve recuo de 4,9 por cento na atividade do comércio brasileiro em razão do racionamento de energia elétrica. Em 2015, a atividade recuou 1,3 por cento.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, as dificuldades enfrentadas pelos consumidores durante o ano passado (juros altos nos crediários, desemprego em alta, confiança ainda em patamar deprimido) impactou negativamente a atividade varejista, ao longo de todo o ano de 2016.

A maior retração do consumidor no ano passado deu-se no segmento de veículos, motos e peças, o qual registrou queda de 13,0% frente ao mesmo período do ano passado. A segunda maior queda foi de 12,6%, observada no movimento dos consumidores nas lojas de tecidos, vestuário, calçados e acessórios. Houve recuo também significativo, de 11,1%, nas lojas de móveis, eletroeletrônicos e equipamentos de informática.

Retrações menores ocorreram nas lojas de material de construção (-5,4%) e nos supermercados, hipermercados, alimentos e bebidas (-7,0%). Somente o segmento de combustíveis e lubrificantes se mantém no terreno positivo, com alta de 1,8% em relação período acumulado de janeiro a dezembro do ano passado.


CAPTCHA Image [ Different Image ]