Postado em  04/01/2017 - 11:59

Raniere Barbosa é eleito presidente da Federação das Câmaras Municipais do RN

Blog do César Santos

Lembra-se daquela aventura de braço erguido, punho fechado e o grito “Sempre resistir. Recuar jamais”?

Não deu certo com o ex-prefeito de Mossoró Silveira Júnior (PSD). Ele desistiu e recuou a candidatura à reeleição e, agora, mais uma vez, desistiu e recuou da manobra esdrúxula de se eleger presidente da Federação das Câmaras Municipais (FECAM), sem ter mandato. Leia AQUI

Silveira retirou a candidatura à presidência ao perceber que o esquema por ele montado não seria aceito, como de forma não foi, pelos presidentes sérios dos legislativos municipais.

Seria uma aberração se ele assumisse o controle de uma entidade, sem ter mandato ou qualquer representação que justificasse.

Raniere Barbosa foi eleito presidente da Federação das Câmaras Municipais, em chapa única (foto Elpídeo Júnior)

Com isso, o presidente da Câmara Municipal de Natal, Raniere Barbosa (PDT), foi eleito novo presidente da Fecam, em chapa única, para mandato de dois anos (2017/2018).

As eleições foram presididas pelo ex-presidente da Câmara Municipal de Mossoró, Júnior Escóssia (sem partido), e contou com a participação maciça dos presidentes e ex-presidentes de Câmaras que têm direito a voto.

O presidente da Câmara de Jardim do Seridó, Iron Júnior (PSB), que estava na chapa sepultada de Silveira, aceitou o convite para ser o primeiro vice-presidente.

Ele deixou claro que não compartilha com manobras esdrúxulas, sentindo-se usado pelo ex-prefeito de Mossoró.

Izabel Montenegro (PMDB), que preside a Câmara Municipal de Mossoró, ficou na terceira vice-presidência e, ao aceitar o posto, pediu transparência na condução da entidade e mudança no estatuto. “É inaceitável que um político sem mandato possa concorrer e se eleger presidente. Isso não existe”, disse.

A segunda vice-presidência da Fecam ficou com o vereador Odair Alves (PHS), presidente da Câmara Municipal de Caicó.


CAPTCHA Image [ Different Image ]