Postado em  29/12/2016 - 13:54

Natal em Natal encerra programação com grandes atrações e queima de fogos

Em tempos de crise, a parceria é o melhor caminho para viabilizar projetos de interesse da população. Esse tem sido o exemplo do calendário do Natal em Natal, projeto realizado pela Prefeitura de Natal por intermédio da Fundação Cultural Capitania das Artes (Funcarte), com recursos viabilizados pelo Ministério da Cultura (Lei Rouanet) e patrocínio da Cosern.

Na reta final de suas ações, o Natal em Natal segue neste sábado (31), com duas frentes culturais viabilizadas a partir do apoio da iniciativa privada. Na Redinha a música para receber 2017 começa às 22h com a banda Far From Alaska, na sequência sobe ao palco Yrhan Barreto e seus convidados (Dudu Galvão, Luna Hesse e Rodolfo Amaral), às 0h30 tem Banda Detroit, 1h30 o som descontraído do Panka de Bacana; às 2h30 Nara Costa e fechando a virada a partir das 3h30 Perfume de Gardênia com seus ritmos caribenhos. Na Praia do Meio as atrações também sobem ao palco a partir das 22h, com shows de Debinha e Roda de Bambas e Isaque Galvão.

A programação do Réveillon foi elaborada pela Secretaria Municipal de Cultura e conta com a participação das secretarias de Trânsito, Comunicação, Limpeza e Serviços Urbanos. O Réveillon faz parte do projeto cultural Natal em Natal.

Fogos

Os shows pirotécnicos serão executados nos tradicionais pontos de Ponta Negra (balsa em alto mar) e na ponte Newton Navarro, brindando total visibilidade em qualquer ponto da cidade.

Festa de Reis e Ribeira 360º

Após a festa da vidada, a Prefeitura do Natal, dentro do Natal em Natal, ainda promoverá ações musicais na festa de Santos Reis (6) e no Festival Ribeira 360º, sempre valorizando o artista potiguar e a economia criativa da cidade.
“Em tempos de grave crise financeira de todos os entes federados, buscar patrocínios para viabilizar projetos é a saída. E quem ganhou com isso foi a população e os artistas potiguares”, comentou o Secretário Dácio Galvão.

Ele destaca no segundo semestre a realização do Festival de Violeiros, o Festival Literário de Natal e agora com a festa da Virada, onde dezenas de artistas potiguares como violeiros, escritores, biógrafos, cordelistas, repentistas e músicos de todas as tendências e estilos circularam pelos palcos em diferentes regiões administrativas da cidade: Ribeira, Zona Norte e Árvore de Mirassol.

Do poeta Paulo Varela aos escritores potiguares e nacionais, de Plutão Já foi Planeta a Far From Alaska, de Perfume de Gardênia a Gilberto Cabral, Jubileu Filho e Rodolfo Amaral, passando por Nara Costa ou o samba de Debinha e a tradição da banda Detroit, quem ganhou foi a população de Natal em mais um Natal em Natal.

Sucesso do “Palco Aberto”

Outro sucesso no Natal em Natal foi o Palco Aberto, localizado na tradicional Árvore de Mirassol. Nele, novos talentos e músicos com a carreira consolidada brindaram sua arte à cidade ganhando também novos adeptos e participando do projeto. “O investimento no segmento Musical nos últimos foi o maior de toda a história da cidade. Por isso também, em forma de reconhecimento, muitos artistas consagrados e outros que estão buscando seu espaço e são muitos talentosos nos procuraram para participar do Palco aberto para presentear à cidade com sua arte”, revela o gestor.

Artistas, grupos e orquestras de Natal e até de outras cidades participaram do projeto. Moab Alex, Filarmônica Reis Magos, Diana Rafaelly; Saint Clair; Distorção 011; Araruna (Associação de Danças Antigas); Banda de Música Severino Cordeiro; Pagode & Amigos, Natal é Tempo de Orar; Jaqueleide; Resistência Roots, Padre Caio Cavalcanti, Júnior Aguiar e poeta Paulo Varela.

“São as parcerias se remodelando e gerando novas práticas. Indo desde mutirões preservacionistas, ações ligadas ao urbanismo e arquitetura até ativações artísticas”, concluiu.


CAPTCHA Image [ Different Image ]