Postado em  07/10/2016 - 09:18

Gutemberg Dias sai fortalecido das urnas para embates futuros

Por César Santos - Jornal de Fato

O geólogo Gutemberg Dias (PC do B) foi a grata surpresa das urnas de 2 de outubro. Com mais de 11 mil votos, terminou na terceira colocação. Surpreendeu muito mais do que a vitória de Rosalba Ciarlini (PP), que era esperada, e do segundo lugar de Tião Couto (PSDB), que fez uma campanha com poderio econômico.

E mesmo que o prefeito Silveira Júnior (PSD) não tivesse retirado a candidatura para apoiar Tião, o camarada teria terminado na mesma colocação, superando o prefeito e a máquina pública.

O desempenho de Gutemberg é vitorioso em letras garrafais. Ele bateu o patamar de votação de um candidato de esquerda à Prefeitura de Mossoró em toda a história. Inclusive, superou a marca do atual vice-prefeito Luiz Carlos Mendonça Martins (PT) nas eleições de 1992, quando obteve 8,43% dos votos, com 6.557. Gutemberg bateu com 8,45%, votação expressiva de 11.152.

É histórico, e ganha maior dimensão diante da fragilidade de partidos como PT e PC do B, que desceram a plano menor na última década.

O processo de esvaziamento foi iniciado pelo PT no final dos anos 2000, para se juntar aos grupos tradicionais. Em 2008, os companheiros romperam aliança histórica com o PC do B para indicar o vice-prefeito da candidata Larissa Rosado (PSB), Tércio Pereira, repetindo a aliança quatro anos depois, com Josivan Barbosa. Nas eleições suplementares de 2014, o PT aventurou-se com Silveira Júnior, oferecendo Luiz Carlos para vice.

A última vez que a sigla disputou a Prefeitura, com a chapa Crispiniano Neto/Ady Canário, nas eleições de 2004, recebeu apenas 4.083 (3,47%).

O desempenho de Gutemberg rompe a fase de definhamento da esquerda, porém não é uma garantia de que a esquerda está ressuscitada. A votação de Gutemberg pode ser exclusivamente dele.

Veja: a coligação proporcional de PC do B/PT, com 18 candidatos a vereador, obteve 6.752 votos, sendo 1.699 dos camaradas e 5.036 dos companheiros, bem menos dos 11.152 de Gutemberg.

Numa leitura simples, pode ser dito que Gutemberg conquistou considerável universo de eleitores por seu desempenho na campanha, principalmente nos debates da televisão.

Ele foi disparadamente melhor do que os adversários, sobretudo no debate promovido pela Intertv Costa Branca, afiliada da Globo. Sem entrar em polêmica, e de forma didática, conseguiu transmitir as suas propostas e, certamente, conquistou a parcela que vota independentemente se o candidato vai ser o eleito ou não.

O que se pergunta agora é: nasceu uma nova força política em Mossoró? Difícil afirmar que sim.

Todavia, não há dúvida que Gutemberg Dias saiu forte das urnas e que seu nome está posto no cenário político local.

LEIA OS BASTIDORES DA POLÍTICA NO BLOG DO CÉSAR SANTOS

 


CAPTCHA Image [ Different Image ]