Postado em  17/08/2012 - 12:17

Com parceria do IDEMA, grupo realiza estudos para criação de Unidade de Conservação em Martins

Camilo Torquato
Pesquisadores estão fazendo levantamento na região de Martins

Uma equipe formada por membros do Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte – IDEMA, Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar (Fundep) e Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio), esteve presente em Martins para realizar trabalho de levantamento das cavernas presentes no município.

Os estudos vêm sendo realizados para orientar a elaboração do diagnóstico e zoneamento da futura Unidade Estadual de Conservação a ser implantada pelo IDEMA, o Monumento Natural Casa de Pedra de Martins.

De acordo com o diretor do órgão, Gustavo Szilagyi, a criação da unidade deverá ocorrer em aproximadamente dois anos. “O IDEMA vem acompanhando de perto o trabalho de levantamento de campo que tem sido realizado. A nossa expectativa é que até o final de junho de 2014, prazo do convênio firmado entre Fundep e Funbio, sejam entregues ao IDEMA o diagnóstico e zoneamento ambiental da área, bem como o mapeamento de todas as cavidades naturais existentes”.

Ainda de acordo com Szilagyi, a incursão do grupo ao local descobriu e catalogou novas dezesseis cavidades naturais. Com isso, a área passa a ter mais de setenta cavidades catalogadas e georeferenciadas. “A nossa expectativa é de que, ao final da fase de prospecção, sejam registradas mais de cem cavernas”.

A Casa de Pedra de Martins é um importante sítio de valor espeleológico, paleontológico e arqueológico. A sua transformação em unidade de conservação irá assegurar a proteção de seus elementos e a adequada exploração da área.

Da Assessoria do IDEMA


CAPTCHA Image [ Different Image ]