Postado em  11/11/2013 - 16:49

Contador que morreu fazia exercícios para controlar a taxa de glicose

Edinaldo Moreno/Da redação

Na manhã desta segunda-feira, 11, o contador Ubiratan Paula Fernandes, 48 anos, sofreu um ataque fulminante, em uma academia da cidade e morreu ainda na academia, como explica o irmão da vítima Ubirajara Paula Fernandes.

Outro irmão do contador, Ubiracy Paula Fernandes, disse que todos os esforços foram feitos pelas equipes do Samu que estiveram que passaram cerca de uma hora tentando reanimá-lo. ‘A médica que atendeu meu irmão me confirmou que ele já saiu morto da academia. Tudo foi feito para tentar salvá-lo, eles passaram 55 minutos tentando de todas as formas reanimá-lo, mas não conseguiram’.

Segundo Ubirajara, seu irmão veio do Rio de Janeiro no início com a taxa de glicose muita alta. ‘Ele veio do Rio e a taxa de glicose dele estava muito alta. Ele passou dois meses tomando insulina. Ele tinha a pressão normal’, disse o irmão do contador.

Depois de dois meses, Ubiratan suspendeu a medicação a pedido do médico que recomendou a prática de alguma atividade física para controlar a taxa de glicose. De acordo com Ubirajara Paula, Ubiratan todo dia fazia o teste de glicemia. ‘Todo o dia ele fazia o teste de glicemia, aquele que vende em farmácia, e o médico recomendou e o deixou apto a fazer atividade física.

O proprietário da academia, Xisto Neto, afirma que foi uma fatalidade o que ocorreu com Ubiratan e que ele começou a passar mal quando estava na esteira, por volta das 6h30. ‘Foi uma fatalidade. Poderia acontecer com qualquer um. O que me foi relatado foi que ele estava fazendo o exercício e deu uma parada. Ele estava na esteira e uma mulher percebeu que ele tinha parado e estava com a respiração ofegante’.

Xisto Neto acredita que alguma coisa o estava importunando neste momento e que todos perceberam quando ele caiu da esteira batendo a cabeça na esteira. ‘O pessoal escutou só a pancada e o viu no chão. A gente acredita que alguma coisa o estava importunando. Me avisaram por telefone, pois chego na academia, às 7h da manhã, e logo foi pedido o socorro médico.

O proprietário da academia relata que o Samu chegou rápido, mas foi preciso outra ambulância para socorrer o homem que já estava sendo socorrido pelas pessoas que estavam na hora do incidente. Ainda segundo Xisto Neto, foram feitas diversas massagens cardíacas, aplicaram soro. ‘Fizeram massagem cardíaca, aplicaram soro, fizeram de tudo para salvar a vida do contador’.

O sepultamento será nesta terça-feira, às 9h.


CAPTCHA Image [ Different Image ]
  • 11/11 - 19:10Marcelo Moss - Ser que ele passou por algum tipo de exame de aptido? As academias costumam ser negligentes no acompanhamento dos alunos dos quais so responsveis!
  • 12/11 - 10:25suely ferreira - Voce se foi Bira mais estara em nossas vidas para sempre,vc sempre alegre feliz, mais agora esta mais feliz pois esta do lado do mestre ,saudades eternas ...suely e cristiano....